<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d3693296740215960877\x26blogName\x3dultrasuede\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://ultrasuede.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://ultrasuede.blogspot.com/\x26vt\x3d-1190708954497857772', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

30 de abril de 2009

Harajuku Girls! @ 07:03

Aproveitando uma pesquisa para o trabalho de metodologia,vou colocar aqui um dos estilos que eu mais gosto.

Com a popularização da cultura alternativa em São Paulo, os emos, punks de boutique e góticos se tornaram cada vez mais numerosos nas ruas e em baladinhas alternativas, gerando polêmica com seus estilos "exagerados", devido às extravagantes roupas, penteados e acessórios utilizados.

Porém, este choque cultural parece pequeno para quem já ouviu falar de um outro tipo de movimento , que nasceu em Harajuku - uma popular área ao redor da Estação Harajuku, do Município de Shibuya, em Tóquio, Japão.



Nesta região, todos os domingos, cerca de dois mil adolescentes se reúnem para desfilarem figurinos que parecem ter saído de histórias futurísticas, quadrinhos de mangá ou de lojas de brinquedos. Por lá, circulam diferentes tribos e estilos, que fizeram este bairro japonês ficar famoso ao redor do planeta.

Os Harajukus, como é chamado essa "tribo"(odeio essa expressão.Parece o jeito como gente velha tenta rotular um grupo de amigos), atraem turistas, jornalistas e fotógrafos. O seu estilo de se vestir já inspirou artistas, cineastas, cantores e estilistas dos mais diferentes países, inclusive os brasileiros.

Cabe ressaltar que no Japão isso é mil vezes mais chocante do que aqui: a cultura e a educação rígida,restrita e tradicional desde a Segunda Guerra,forçava os jovens a estudarem muito e trabalharem cedo.Não havia tempo ou permissão para se expressar,eram todos contidos numa única massa.O J-rock e o visual eram um método de eles saírem da mesmisse,do geral,para serem invididuais,únicos.E isso é bem visível em sua moda.

Foi na década de 90 que a moda de rua começou a expressar as reais vontades e gostos dos adolescentes asiáticos, que elegeram como ponto de encontro uma região repleta de lojas sofisticadas, chamada Harajuku - nome que ganhou graças à movimentada estação de trem homônima, abrigada em seu território.

Em suas imediações estão reunidas as novidades mais criativas dos estilistas, tatuadores, pintores e cabeleireiros locais. Nas calçadas acontecem performances de artistas urbanos independentes, que atraem os olhares de curiosos e transeuntes. Estas atrações começaram a aparecer como resultado do hobby de alguns estudantes que se encontravam no local aos domingos, buscando algum tipo de diversão.

Quem acha que o visual Harajuku se restringe apenas aos nossos amigos de olhos puxados do outro lado do mundo, engana-se. Essa vitrine viva que ocupa as ruas do tradicional bairro japonês, atualmente, estão nas principais passarelas da moda.

Enquanto no Japão a marca "A Bathing Ape" é a preferida entre os harajukus e adeptos do estilo "streetwear", no mundo ocidental personalidades famosas como Bobby Gillespie, do Primal Scream, Ian Brown, do Stone Roses, Pharrel Williams e Puff Daddy incrementam seu visual com assessórios da mesma grife.

No Brasil, a tendência japonesa também ocorre entre os profissionais da moda. A marca de sapatos "Zowie", por exemplo, com sede na Galeria Ouro Fino, em São Paulo, produz calçados sob encomenda. Quem estiver disposto a desembolsar uma quantidade alta por uma peça única, extravagante e bem no estilo do que as meninas japonesas vestem, o ideal é dar um pulo na loja para conferir.

A marca de sapatos Melissa, também se rendeu à moda do famoso bairro japonês. As coleções da grife têm fortes referências à moda oriental. Serão sandálias de papete, com grandes plataformas, cores fortes e até com cheiro de chiclete e bala.

Nas passarelas internacionais, o estilo inusitado dos freqüentadores de Harajuku também foi destaque em alguns desfiles. O estilista Marc Jacobs usou em suas últimas coleções sobreposições criativas e multicoloridas, inspiradas nas ruas do bairro japonês.

E então,Nena,como fazer?

Em Harajukku, misturar estilos diferentes e cores e padrões que não combinam são práticas encorajadas - você pode fazer o que quiser, enquanto sua vestimenta for a expressão sincera de sua individualidade.

Uma das marcas de Harajuku é a sobreposição. Casacos, vestidos, jaquetas sobre camisetas ou blusas, vestidos com calças, e por aí vai. Vestir roupas em camadas (ou dar a aparência de camadas ao usar roupas com babados, por exemplo) permite que você misture uma grande variedade de estilos, o que dá mais dimensão a sua vestimenta.

O estilo Harajuku não termina nas roupas. Tranças e outros penteados "bonitinhos" são populares, assim como tingir os cabelos. Maquiagem criativa, teatral pode ser uma adição divertida.



Os estilos mais famosos são:

Kigurumi são os "pijamas" bonitinhos. Muitas vezes trazendo a forma de personagens de animes infantis.

O estilo Decora traz cores brilhantes, exuberância e acessórios dos pés a cabeça. Você se decora com brinquedos plásticos e joalheria, e não é incomum escutar os penduricalhos batendo uns nos outros enquanto a pessoa anda.

Wamono significa misturar roupas tradicionais do Japão com moda ocidental.

Gothic Lolita
usa roupas criando a semelhança de uma boneca da era vitoriana. Delicadeza é uma das palavras-chave para o estilo.

Visual K é o estilo em geral dos músicos,que faz uma mistura de tudo;Existem várias subcategorias desse estilo.

Enfim,a chave é se divertir e mostrar o que você é,independente do que os outros podem achar.

Xoxo

|

.welcome

lalala

.pix.

A elegância de um tecido
natural adicionada a durabilidade.Ultrasuede é um tecido que
não amassa e pode ser levado á máquina de lavar.
É um blog versátil ,e divertido,sobre moda,cinema,música,fotografia e design.
A Original Pix é uma criação multimeios;é a nossa produtora,editora,tudo,que envolva o processo artístico das três criadoras.

Jules.pix

Júlia D´Alkmin:"secretária sexy,propaganda da uninove,intelectual sexy,girl power,cute girl,"expansiva" e pseudo punk." 20. São Paulo-SP..Designer.Fashion producer.Escritora.

Ne.pix.

Helena Medina:"big-hiperative-tiny-shy-noisy-creative-little-girl" 20.São Paulo-SP.Multimeios PUC.Designer.Clothing/Costume Designer/Maker.Cineasta.Fashion Lover.Photographer.Writer


AP.pix.

Anna Paula Tofoli:
"Desenhista (quase sempre), Cineasta (quando pode), Política (nas horas vagas), Fashionista (mentira), Designer (quando quer), Professora (meio período)" 20.São Paulo-SP.Multimeios Puc.

Voldie.pix.

Voldie. Writing.Reading.Movie-watching.Japanese-comics.Japanese-fashion.History.Being-nerd. 18 winters, so far. PUC-multimeios.

twiiter.pix

Nena
Jubs
Anna
Original Pix

.archives


layout.pix